Resenha Para Sempre Os imortais. Alyson Noël #3



Imagem da internet.









Título: Para Sempre - Os imortais
Autor: Ayson Noël
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance
Ano: 2009
Página: 261 páginas
Avaliação: Image and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPic




Sinopse
“Ever Bloom tinha uma vida perfeita: era uma garota popular, acabara de se tornar líder de torcida do principal time da escola e morava numa casa maravilhosa, com o pai, a mãe, uma irmãzinha e a cadela Buttercup. Nada no mundo parecia capaz de interferir em sua felicidade, o céu era o limite! Até que um desastre de automóvel transformou tudo em um pesadelo angustiante. Ever perdeu toda a sua família. Mudou de cidade, de escola, de amigos, e agora, além de todas essas transformações em sua vida, ela precisa aprender a conviver com uma realidade insuportável: após o acidente, ela adquiriu dons especiais. Ever enxerga a aura das outras pessoas, pode ouvir seus pensamentos e, com um simples toque, é capaz de conhecer a vida inteira de alguém. É insuportável. Ela foge do contato humano, esconde-se sob um capuz e não tira dos ouvidos os fones do i-pod, cujo som alto encobre o som das mentes a seu redor. Até que surge Damen. Tudo parece cessar quando ele se aproxima. Só ele consegue calar as vozes que a perturbam tão intensamente. Ever não entende o porquê disso, mas é incapaz de resistir à paz que ele lhe proporciona, à sensação de, novamente, ser uma pessoa normal. Ela não faz ideia de quem ou o quê Damen realmente é. Sua única certeza é estar cada vez mais envolvida... e apaixonada”
                               
Ever tem uns dons especialíssimos, que adquiriu depois de um grave acidente que deixou seus pais, irmã e a Buttercup que é a cachorrinha da família, mortos, mas nem sempre ela foi assim com esses lances de ver as áureas de todas as cores e ouvir pensamentos das pessoas, o que pra ela é uma espécie de punição, pois ela se culpa pelo acidente, só não entra neste contexto é claro o fato de pode ver sua irmã morta. Ever não sabe por que isso acontece, pois até então ela era uma garota que podemos rotular com: “Garota Pompom” aquelas que são popularíssimas e que têm um namorado gato, amigas invejosas e tudo. Claro tudo isso mudou.

Ever passa a morar com sua tia Sabine, começa a usar preto e fones de ouvido para bloquear os pensamentos e têm uns amigos muito doidos o Miles e a Haven. O primeiro até que é um carrinha legal, mas a Haven é muito sem noção, é como aqueles personagens que aparece só pra aparecer, não contribui em nada. Outra chatinha é a Riley (sua irmã), a garota deve ter sido em vida muito intrometida ai não fez a passagem e fica enchendo.

Mas é claro que o livro não ia ter a menor graça sem um bonitão que no caso é o Damen, tipo modelo, misterioso, lindo, lindo, mas o cara sempre fica desaparecendo do nada, a trama é um pouco lenta e misteriosa demais quase não sai da mesma coisa, e o Damen é misterioso da ponta do pé até o ultimo foi de cabelo, o que em vez de dar curiosidade, faz com crie um desinteresse no leitor, e a Ever parece ser submissa ao Damen de uma forma muito anormal e nada romântica, como se fosse hipnose.


Apesar disso tudo, ao chegar ao final do livro, muito coisa é revelada, e o Damen não é o que eu pensava que era (Nossa está na capa, kkkk) nada de anjo, vampiro, demônio, lobisomem ou outra coisa do tipo, mas não deixa de ser sobrenatural, sinceramente não acreditei muito no que aconteceu com a personagem perversa, então me resta ter mais paciência e ler Lua azul.

0 comentários:

Postar um comentário

Oii, agradeço a visitinha! espero que tenha gostado, sua opinião é muito importante!
Bjus!