Dia da Abolição da escravatura



Oiiii galera!! Hoje temos uma data importantíssima para os brasileiros, em 13 de maio de 1888, há quase 125 anos, foi assinada a Lei Áurea, claro que muita gente já ouviu falar, mas agora vamos nos aprofundar? Espero que gostem bjus!

No processo de “Colonização” do Brasil, existiam muitos trabalhos que deveriam ser feitos manualmente, com isso os habitantes que aqui existiam os “Índios” foram escravizados, porém os religiosos, que naquela época eram chamados de Jesuítas, abominavam tal prática. Com isso os portugueses começaram a adotar um exercício que já era feito por outros europeus, o tráfico de escravos negros.

A entrada dos primeiros escravos no Brasil aconteceu em 1558, onde escravos eram trazidos da África para trabalharem em grande parte no ramo da agricultura, mas também nos chamados engenhos, que eram fazendas onde eram cultivada a cana na fabricação do açúcar, na mineração e até mesmo em alguns centros urbanos. A saída dos escravos da África até o Brasil era marcada com sofrimento e desprezo pela vida humana, era uma realidade triste que foi mostrada por escritores tempos mais tardes como por Castro Alves com o poema “Navio Negreiro”.

Ao chegarem ao Brasil os escravos eram vendidos, muitos separados de suas famílias. A vida nos engenhos e fazendas sempre foi marcada pelo sofrimento e trabalhos pesados em que os escravos não tinham muitas vezes descanso, estes trabalhos eram sempre fiscalizados pelos “Feitores” uma espécie de supervisor, estes eram homens de confiança dos senhores e cruéis pela forma que tratavam os negros escravizados. Quando um escravo não era bem visto pelo feitor este era chicoteado, torturado, aprisionado e até “julgados” a pena de morte. Muitos escravos tentavam fugir das fazendas, mas na maioria das vezes estes eram capturados ou então morriam de doenças, fomes e depressão.

Um fato interessante e triste é que existiam africanos descendentes como senhores de escravos, isso ocorre por que a escravidão já existia na África mas com a chegada dos europeus esse sistema só fez aumentar, então quando estes chegaram ao Brasil as práticas permaneceram e/ou foram aperfeiçoadas.

Os negros escravizados já não suportavam tantos abusos e violências, então foram criadas comunidades nas quais os escravos que conseguiam fugir das fazendas e senzalas se juntavam para se protegem. Afirma que dentro dessas comunidades que se denominavam “Quilombos”, existia uma espécie de hierarquia que se assemelhavam as raízes africanas. Quilombo dos Palmares foi o maior quilombo na época, localizado em Alagoas e comandada por Zumbi dos Palmares. Zumbi que significa fantasma era um grande estrategista que lutavam pela liberdade dos negros, foram muitos os escravos que sabendo de zumbi e de sua determinação se juntaram a ele, mesmo com toda a resistência dos escravos o Quilombo dos Palmares foi destruído e depois de um tempo Zumbi foi morto e teve sua cabeça exposta para amedrontar outros escravos.

Muitos senhores acharam que matando Zumbi outros escravos não seriam resistentes ao domínio, e viveriam conforme as regras dos senhores, muito enganados, pois Zumbi se tornou um símbolo de luta, foram vários acontecimentos que marcaram a luta dos escravos. Devemos lembrar que nesse período existiam escritores, religiosos, políticos e muitas pessoas da sociedade que começaram a adotar as práticas abolicionistas, como Antônio Rodrigues Veloso de Oliveira.

A escravidão naquela época era sustentada em pilares econômicos, pois para os senhores de terra era mais vantajoso traficar e escravizar negros, mas essa prática começou a ser abolida. A primeira medida surgiu em 1850, com a extinção do tráfico de negros. Em tempos mais tardes foi declarada a Lei do Ventre Livre na qual os filhos de escravos nascidos naquela época eram livres, em 1885 a Lei dos Sexagenários libertando todos os escravos acima de 65 anos, e finalmente em 1888 foi assinada a Lei Áurea que foi assinada pela Princesa Isabel de Bragança, que concede liberdade total aos escravos.

A vida dos negros depois da libertação não foi algo fácil, muitos eram perseguidos, não tinham direitos e vivam em condições precárias. Hoje essa realidade mudou muito, mas é claro que é preciso ser feito muito mais para mudar uma realidade que infelizmente ainda esta distante dos sonhos de zumbi e de abolicionistas.

A data é importante por que marca um dos períodos de grande luta para os negros, pois o que seria da sociedade agora se não houve este feito? Claro que não teria ainda escravidão (presumo), mas as lutas constantes por liberdade revelam o sofrimento vivido por eles.

Enfim o período de colonização foi marcado por sofrimento e destruição, os negros viveram encarcerados, perseguidos e em constate medo. A história de luta dos negros é marcada pelo Zumbi de Palmares destemido que morreu como um herói e símbolo de luta e, é esse sentimento que deve permanecer vivo ao longo dos tempos.

“Se a escravatura não é má, nada é mau”

                                           Abraham Lincoln.

4 comentários:

  1. Apesar da escravidão ter sido abolida, as pessoas ainda tratam as outras como escravos, trabalhar de domingo a domingo, das 07:00 as 21:00 com apenas uma hora de almoço, trabalhar nos feriados, pra ganhar um pouco mais que um salario minimo e escravidão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a escravidão esta muito longe dos ideais de Zumbi, não só para os negros mas também para os brancos.

      Excluir
  2. Como disse a Karol, a escravidão de forma literal pode ter sido abolida, mas vivemos em um mundo que nos falta muita liberdade. A escrevidão deixou uma marca, que hoje são as favelas, mesmo depois de libertos, brancos não oferecia empregos a eles. É muito triste pensar que depois de tudo que sofreram, seus bisnetos/tataranetos, continuem pagando o preço.

    Adorei a postagem,
    beijinhos
    http://slothreaders.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Verdade Rafaela, o que nos resta é ter atitude para mudar essa situação.
    Bjus!

    ResponderExcluir

Oii, agradeço a visitinha! espero que tenha gostado, sua opinião é muito importante!
Bjus!